SOBRE

O greening é uma doença sem cura que afeta os pomares de citros (laranja, limão e mexerica) no mundo inteiro. Devido ao seu grande poder destrutivo e alta capacidade de contágio, o greening é considerado a maior ameaça à citricultura em escala mundial.

O Fundecitrus criou a campanha #Unidoscontraogreening para incentivar o controle da doença. O objetivo é conscientizar os produtores e a população sobre o poder destrutivo do greening e engajar toda a sociedade no combate nas áreas sem o controle da doença.

SOBRE

O greening é uma doença sem cura que afeta os pomares de citros (laranja, limão e mexerica) no mundo inteiro. Devido ao seu grande poder destrutivo e alta capacidade de contágio, o greening é considerado a maior ameaça à citricultura em escala mundial.

O Fundecitrus criou a campanha #Unidoscontraogreening para incentivar o controle da doença. O objetivo é conscientizar os produtores e a população sobre o poder destrutivo do greening e engajar toda a sociedade no combate nas áreas sem o controle da doença.

O QUE É GREENING

O greening é transmitido por um inseto bem pequeno, chamado psilídeo, que vive nas árvores de murta (também conhecida como dama da noite) e citros (laranja, limão e mexerica).

Depois que o psilídeo transmite a doença, a planta está condenada e precisa ser arrancada. As plantas infectadas pelo greening não chegam a produzir e as que produzem sofrem uma grande queda de frutos. Por esse motivo, a doença tem o potencial para devastar áreas produtivas inteiras e desestruturar diferentes elos da sociedade. Os efeitos do greening são devastadores.

Um exemplo do seu poder destrutivo é o caso da Flórida, nos Estados Unidos. Em apenas 12 anos, a doença reduziu a produção de citros em mais de 54%, causando prejuízos estimados em 9 bilhões de dólares e a perda de mais de 7.500 empregos.

REGIÕES AFETADAS

O greening contamina 16,73% das plantas do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais, o que representa 32 milhões de árvores doentes.

Nível de incidência

BAIXAINTERMEDIÁRIASEVERA
  • TMG (Triângulo Mineiro) 0,58%
  • VOT (Votuporanga) 2,20%
  • ITG (Itapetininga) 2,11%
  • SJO (S.J. do Rio Preto) 5,49%
  • BEB (Bebedouro) 7,70%
  • AVA (Avaré) 9,75%
  • MAT (Matão) 21,63%
  • DUA (Duartina) 22,67%
  • PFE (Porto Ferreira) 25,43%
  • BRO (Brotas) 36,80%
  • LIM (Limeira) 39,48%
REGIÕES AFETADAS

O greening contamina 16,73% das plantas do parque citrícola de São Paulo e Minas Gerais, o que representa 32 milhões de árvores doentes.

Selecione a região desejada para obter mais informações

Nível de incidência

BAIXAINTERMEDIÁRIASEVERA
IMPORTÂNCIA DA CAMPANHA

O greening não é só um problema fitossanitário. É uma ameaça econômica e social.

%

Plantas de citros contaminadas

Parque citrícola de
São Paulo e Minas Gerais
(Fonte: Fundecitrus 2017)

Milhões de árvores contaminadas

Árvores contaminadas
(Fonte: Fundecitrus 2017)

Milhões de árvores erradicadas

Por conta do greening de
2005 a 2016
(Fonte: Coord. de Defesa Agropecuária – CDA)

Hectares foram erradicados

Por conta da doença
(Fonte: Fundecitrus 2017)

A CITRICULTURA É RESPONSÁVEL POR

Milhões de árvores produtivas no parque citrícola
de São Paulo e Minas Gerais
(Fonte: Fundecitrus 2017)

Propriedades citrícolas
(Fonte: Fundecitrus 2017)

US$ 14 bilhões movimentado anualmente
(Fonte: Markestrat em 2010)

Milhões de caixas de laranja no parque citrícola
de São Paulo e Minas Gerais
(Fonte: Fundecitrus 2017)

Hectares com pomares de laranja
(Fonte: Fundecitrus)

US$ 189 milhões em impostos pela cadeia produtiva de citros
(Fonte: CitrusBR e Markestrat)

Municípios com pomares de laranja no parque citrícola
de São Paulo e Minas Gerais
(Fonte: Fundecitrus 2017)

Mil empregos diretos e indiretos
(Fonte: CitrusBR e Markestrat)

%

Da produção mundial de suco
(Fonte: CitrusBR e Markestrat)

COMO AJUDAR
O propósito da campanha vai além de combater a doença. #Unidoscontraogreening tem como objetivo fortalecer os elos da cadeia produtiva e ampliar as condições de desenvolvimento de toda a sociedade. Faça parte!
Substitua plantas de citros

(laranja, limão e mexerica) de fundo de quintal por mudas de outras frutíferas

 

 

Substitua as murtas
(Damas da noite)

por mudas de outras árvores ornamentais como ipê, jacarandá, resedá, manacá e quaresmeira, pois não são criadouros do inseto transmissor do greening.

Leia mais

Compartilhe

Compartilhe as informações da campanha em suas redes sociais

#unidoscontraogreening

Use a hashtag de nossa campanha

Troque a foto do seu perfil

no facebook e use a moldura da campanha

Use nosso adesivo

Coloque o adesivo da campanha em seu veículo

MOLDURA DO FACEBOOK
Mude aqui a moldura de sua foto do facebook.
PEÇA SEU ADESIVO
Solicite os adesivos nos formatos de carro, caminhão e caminhonete e propague a mensagem da campanha:

Telefones: 0800112155 / (16) 3301-7064

Celular (WhatsApp): (16) 99629-2471

comunicacao@fundecitrus.com.br

COMPARTILHE NOSSA IDEIA

RECEBA NOTÍCIAS

Av.Dr. Adhemar Pereira de Barros, 201
Vila Melhado
Araraquara – SP
CEP 14807-040

(16) 3301-7000 / 0800-11-2155

comunicacao@fundecitrus.com.br

Substitua plantas de citros

O Fundecitrus está desenvolvendo ações de substituição dessas plantas por outras mudas, em parceria com prefeituras e fazendas de citros, em municípios com alta incidência da doença. Enquanto a ação não começa em sua cidade, entre em contato com a prefeitura e veja a possibilidade de trocar a planta de sua casa. Qualquer dúvida entre em contato pelo telefone 0800 11 2155.

×
Substitua as murtas (Damas da noite)

O Fundecitrus está desenvolvendo ações de substituição dessas plantas por outras mudas, em parceria com prefeituras e fazendas de citros, em municípios com alta incidência da doença. Enquanto a ação não começa em sua cidade, entre em contato com a prefeitura e veja a possibilidade de trocar a planta de sua casa. Qualquer dúvida entre em contato pelo telefone 0800 11 2155.

×